sábado, 19 de maio de 2012

Ora pro nobis, o esquecimento e a guloseima saudável

Amigos queridos, sim, é verdade! Eu esqueci completamente da publicação do Caminho do Meio ontem! Estava tão envolvida com mil coisas que "me passou"...rs Para compensar minha falha, hoje, além de divulgar por aqui os benefícios desta plantinha que eu tenho bela e viçosa aqui no quintal, a ora pro nobis, também vou postar uma delícia: a versão caseira, sem conservantes e outras porcarias químicas, do amendocrem. :-)

Comecemos pela plantinha milagrosa, com nome inspirado, e que, por incrível que pareça é uma cactácea. Não, caros leitores, não pensem que estou aqui sugerindo que vocês comam espinhos... A ideia é comer a folha, tenra, úmida, que dá uma textura especial se for adicionada ao suco verde ou mesmo batida no liquidaficador com um simples suco de laranja. A mistura se transforma em uma bomba-energética e cremosa! Experimentem! (Foto das folhinhas colhidas no quintal)

A Pereskea aculeata ganhou o nome de ora pro nobis porque, segundo a lenda, era colhida por escravos próximo de uma igreja, onde o padre rezava a missa em latim e repetia "rogai por nós" (ora pro nobis). Se isso é mesmo verdade, não se pode comprovar, mas que esta é uma planta abençoada, não há dúvida!

Conhecida como "a carne vegetal", em função do seu alto teor de proteína, a ora pro nobis também tem vitaminas A, B e C, magnésio, fósforo e cálcio em grande quantidade! Como é uma planta rústica, não exige muito e pode ser plantada em qualquer tipo de solo, crescendo rapidamente em forma de trepadeira, por isso pode mesmo servir de cerca-viva.

A farinha de ora pro nobis oferece tudo de bom que a planta tem em forma concentrada. Basta secar as folhas em um desidratador ou no formo a 50 graus por 60 minutos e depois bater no liquidificador. Para fazer 1 kg de farinha é preciso 10 kg de folhas.

Mas se você não quer ter tanto trabalho, basta plantar um ou dois pés no quintal ou em vasos grandes na varanda, criar uma estrutura com estacas ou mesmo fios, para que ela possa ir subindo, e colher suas folhas para fazer saladas, usar em sucos batidos no liquidificador ou refogada. Dêem uma olhada nas postagens que o sócio fez, excelentes: Aqui , Aqui e Aqui

Aqui em casa eu tenho colocado nos sucos e fiz um refogado de ora pro nobis com pimentão vermelho, cebola picadinha e azeite. E coloquei sobre uma polenta molinha com bastante queijo parmesão. Ficou muito bom! (Foto comprovando a delícia...rs)

Bem, agora chegou a hora tão esperada pelos gulosos de plantão...rs

Eu sempre gostei muito de amendoim e várias coisas feitas com ele: amendoim japonês (aquele com casquinha salgada), amendoim com casquinha doce, paçoca, pé-de-moleque, pavê de amendoim e amendocrem, que fez parte da minha infância.

Acontece que a gente começa a estudar mais sobre alimentação saudável e descobre que até mesmo o inocente amendocrem tem um monte de porcarias na sua composição. A verdade, sem dar uma de xiita natureba, é que tudo que é industrializado precisa de pelo menos um conservante, porque senão estraga, né gente?... Às vezes também estabilizantes, corantes, sabor artificial de alguma coisa e mesmo aquilo que parece muito bacana - aditivos de vitaminas de todo tipo - no fundo, não é. Porque é algo sintético que está sendo acrescentado ao alimento.

Então aprendi a fazer um amendocrem caseiro, super natural e saudável. O melhor: facílimo de fazer! Preparem-se para a alquimia! rs

Amendoim (coloquei aproximadamente 200 g) torrado e sem pele + 1 colher de sopa de óleo extra virgem de coco (solidificado... se ele estiver líquido vai ter que ser mais) + 2 colheres de sopa de mel + 1 xícara de cafezinho de água quente (não é fervendo e nem morninha... é quente que seja possível colocar o dedo dentro sem se queimar)

Bater no liquidificador o amendoim, até virar farinha, depois acrescentar o óleo de coco e a água. Bater bastante. Por último o mel, para que não seja muito aquecido pela água que foi colocada. Isto é uma outra dica, gente: mel não deve ser aquecido demais. Uma coisa é colocar o mel sobre uma panqueca quente... Outra é acrescentá-lo na panela ou levá-lo ao forno pra assar alguma comida. Nesses casos, prefira melado de cana.

O resultado é delicioso e saudável! Em um pãozinho integral, fica espetacular! (Foto pra torturar o leitor...rs)

O amendoim andou sendo um ingrediente polêmico na alimentação, mas até mesmo a especialista no assunto Sonia Hirsch publicou um ótimo artigo levantando a suspeita de um tipo de lobby contra o amendoim a favor da indústria da soja (eu estou cada vez mais avessa à soja) Aqui. O amendoim acelera o metabolismo, dá um reforço nas vitaminas do complexo B, protege pulmões e mucosa gástrica. Além de ser bom demais...rs

O óleo extra virgem de coco é um queridinho também. Segundo Sonia Hirsch: "Comê-lo ajuda a perder peso, aumentar a imunidade, controlar a diabete, acelerar o metabolismo, reduzir problemas de tireóide, combater infecções por protozoários, bactérias, vírus e fungos (inclusive giárdia, hepatite C, herpes, candidíase e a gripe da vez). Estimula a digestão e a absorção de nutrientes, nutre a pele e os cabelos, evita rugas, reduz o colesterol e os riscos de doenças cardíacas, câncer e obesidade. É antiinflamatório, beneficia os intestinos e triplica a energia física com menos calorias que as gorduras convencionais." Leia mais sobre ele aqui.

E sobre o mel nem é preciso falar, né?

Enfim, aproveitem as dicas e ótimo final de semana!

7 comentários:

  1. Claudinha, adoro tudo que escreve e por isso estou morrendo de vontade de ver você escrever sobre um assunto... Posso dar a sugestão? rs, então lá vai: Cosmeticos naturais!
    Nos ajudaria muitissimo saber quais produtos você recomenda, livre de elementos prejudiciais. Estou tentando lançar mão dos produtos convencionais que uso, sou nova nisso.
    Beijos e grata desde já

    ResponderExcluir
  2. Clauidia onde eu encontro mudas dessa plantinha aqui no Rio de Janeiro?
    Muito obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. manda seu indereço que lhe envio mudas!!Maria Eugenia

      Excluir
  3. Oi, Emile

    Sincronicidade total! Há pelo menos 6 meses eu ando fazendo vários cosméticos naturais pra mim... Até trouxe uns pra minha mãe nesta visita que estou fazendo. Pode deixar que vou dar boas dicas!

    Oi, anônimo

    Não sei onde se pode encontrá-la no Rio, mas sei que o sócio andou encontrando alguns sites que doam mudas, vou pegar os contatos com ele e coloco aqui.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Claudinha, quando crescer quero me parecer com você! hahaha
    Como dizemos aqui na Bahia, ê mulher arretada! Vou aguardar ansiosa... Ando pesquisando e descobri que a maioria dos produtos que uso me prejudicam de alguma maneira, com parabenos e outras coisas mais que provocam reações adversas em nosso organismo! E como sei que você é super saudavel presumi que sabia sobre fitocosmeticos. Darei F5 aqui no blog aguardando, afinal somos bruxas vaidosas! ;)

    ResponderExcluir
  5. O creme de amendoim eu já provei !
    Agora vou esperar as mudas de ora-pro-nóbis pegarem, crescerem e darem folhas para experimentar essa verdura-cacto que nunca comi !!!

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Boa noite.
    Gostaria de compartilhar o site da Granja Paraíso em Maringá-PR, que faz doação das mundas cobrando unicamente o valor da postagem.
    Recebi em 3 dias, após o depósito do valor, 5 mudas de ora pro nobis e ainda 10 sementes de Moringa Oleífera. Entrem no site e vejam que beleza de trabalho. E funciona mesmo... Recomendo...
    http://www.granjaparaiso.com.br/index.php?l=Plantas_Supervitaminadas&op=Como_pedir_por_SEDEX_ou_PAC
    Abraço a todos.
    FÁTIMA BARROS

    ResponderExcluir